VÍDEO: Dublador revela diálogo polêmico entre Hulk e arbitragem no clássico entre Atlético e América-MG

Foto: Reprodução

A briga entre Hulk e o árbitro Wilton Pereira Sampaio no clássico entre Atlético e América-MG segue repercurtindo. O dublador Gustavo Machado publicou nas suas redes sociais, o vídeo da discussão de Hulk e revelou o diálogo entre o camisa 7 do Galo e a equipe de arbitragem.

“Aí, filma ele aí. Filma ele. Filma ele aqui, porque ele tá comemorando. Pegou que ele tá comemorando? A câmera te pegou comemorando. Ele estava ali filmando. Pegou que ele tava comemorando? A câmera pegou você aí comemorando. A câmera te pegou. Tá gravado na câmera”, de acordo com a leitura feita por Gustavo Machado. 

Atlético
Foto: Reprodução/Atlético

Após as reclamações do atleta, Wilton Pereira Sampaio expulsa o jogador, com o segundo cartão amarelo e Hulk começa a aplaudir. A partir daí, o camisa 7 questiona o motivo da expulsão e o bandeira responde “você ficou batendo palma para ele“.  

“Eu aplaudi depois que me expulsou. Eu aplaudi vocês antes? Você tá dizendo que eu aplaudi antes? A câmara pegou. Seja homem. Não seja mau caráter. Assuma o que você falou. Seja homem, seu m*rda”, respondeu o atacante.

Confira a dublagem completa:

Hulk, Felipão e Caetano, do Atlético, podem ser punidos pelo STJD; entenda!

Foto : Pedro Souza

Foto : Pedro Souza

Atlético e América-MG empataram em 2 a 2, no Estádio Mineirão, em partida válida pela 13ª rodada do Brasileirão, neste último domingo (2). E por causa da briga com a arbitragem de Wilton Pereira Sampaio, o atacante Hulk, o técnico Felipão e o diretor de futebol do alvinegro, Rodrigo Caetano podem ser punidos pelo STJD.

O motivo? O trio foi citados pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio na súmula do jogo e segundo o juiz, ele teve sua “honra ofendida” pelos mesmos.

“Após a expulsão, o atleta se aproximou novamente do quarteto de arbitragem, aplaudindo de forma irônica e se retirando em seguida. Registro, por fim, que diante das palavras que foram ditas, me senti ofendido em minha honra”.

Porém, apenas pelo relato do árbitro na súmula do jogo não é o suficiente para decretar que os profissionais do time mineiro ofenderam a honra do juiz. Dessa forma, Hulk, Felipão e Caetano devem ser julgados pelo STJD, que irão avaliar o caso.

Atlético
Foto: Pedro Souza / Atlético