Retrospecto favorece os mandantes, galo busca quebrar essa sina e voltar a vencer

Partida contra o Goiás é fundamental para as pretensões atleticanas

Atlético
Pedro Souza – AtléticoMG / Esporte News Mundo

Atlético e Goiás sempre fizeram jogos equilibrados. Na maioria das vezes a equipe que joga em casa leva vantagem. Ano passado na Serrinha ouve empate por 2 a 2, Hulk e Vargas marcaram para o Atlético, enquanto Apodi e Elvis anotaram para o Esmeraldino. Na partida do Mineirão o Goiás bateu o galo por 1 a 0 com um gol de Pedro Raul, contrariando as estatísticas, é o que o Atlético espera fazer amanhã.

atletico mg galo
Foto: Pedro Souza / Atlético

Em Goiânia são 31 jogos, 12 vitórias do Goiás 11 empates e 8 vitórias do Atlético. Em Belo Horizonte são 28 jogos, 15 vitórias do Atlético 7 empates e 6 vitórias dos goianos. Já sem vencer há mais de um mês, o galo confia na dupla Hulk e Paulinho, esperança de gols, além de ter o retorno do técnico Luiz Felipe Scolari a beira do gramado, ele retorna de suspensão e busca seu primeiro triunfo.

atlético mg galo
Hulk e Paulinho têm sido destaque da equipe do Galo – Foto: Pedro Souza / Atlético

Goiás tem dúvida para a partida contra o Atlético

Goiás
Rosiron Rodrigues / Goiás E.C.

O Goiás tem dúvida no meio de campo para o jogo em casa contra o galo. O técnico Armando Evangelhista não tem Guilherme Marques suspenso e Julian Palacios, com lesão muscular. O treinador comentou que os desfalques também são oportunidades para quem entra:

Temos outras opções, como Oyama, Morelli, Willian Oliveira, Dodô, uma série de jogadores que podem desempenhar da forma que têm trabalhado nos treinos. Podemos ficar confiantes em fazer um bom jogo. E a infelicidade de uns pode ser a felicidade de outros. O Guilherme não pode jogar, mas outros vão poder jogar e estão motivados.”

A maior dúvida é entre Morelli e Willian Oliveira. Amanhã as 20 horas se enfrentam na Serrinha em Goiânia, Goiás e Atlético, válido pela rodada 15 do campeonato brasileiro. O jogo para o Esmeraldino é importantíssimo, já que a equipe figura numa posição perigosa na tabela de classificação. O Goiás é o 17º colocado, na zona de rebaixamento. Precisa desesperadamente da vitória para aspirar sair da zona da degola, a depender de outros resultados. O treinador pediu mentalidade vencedora no duelo:

Gostei mais do desempenho contra o Santos do que contra o Santa Fe. Acho que fomos mais consistentes apesar de termos sofrido quatro gols, algo pesado para o que foi nosso desempenho. Nosso próximo adversário tem um time mais pesado, mais caro, mas é importante que o Goiás, para ser competitivo em todos os jogos, seja mais organizado, tenha mentalidade ganhadora, não tenha medo de perder, temos que correr mais que o adversário. Só dessa forma poderemos equilibrar os jogos e é nisso que estamos trabalhando.”

Tarde memorável, Arena MRV se apresenta ao mundo da bola

Avatar photo

Bruna Vargas    1 min de leitura Editar

Atlético

Diná Almeida/ Rádio Web Novidade

Jogo das Lendas faz sucesso, torcedor tem tarde inesquecível

Atlético
Diná Almeida/ Rádio Web Novidade

O torcedor do Atlético enfim sentiu o gosto de poder estar nas arquibancadas da Arena MRV assistindo ao jogo das lendas, primeira partida de futebol no estádio. A torcida estava emocionada com os jogadores no campo de jogo e com a estrutura e instalações do estádio do Atlético. Mais de 20 mil torcedores presentes viram o time de branco O Galo Vingador vencer as 3 partidas, foram 3 jogos de 20 minutos. A equipe de preto o Galo Forte, saiu derrotada nos 3 jogos.

Atlético
Diná Almeida/ Rádio Web Novidade

No primeiro jogo, Piu e Carlos César marcaram para o Vingador, que venceu por 2 a 0. Na segunda partida, jogo de 5 gols: marcaram para o Vingador Guilherme, Renaldo e Josué; para o Forte marcaram Edgar contra e Ronaldo.

Atlético
Diná Almeida/ Rádio Web Novidade

O último duelo reservou grandes momentos. O Vingador venceu por 4 a 1, com gols de Mancini, Guilherme, Tardelli e Reinaldo, enquanto o Forte fez com Pierre. Tardelli que por último esteve no Santos, recebeu uma homenagem, uma placa pelos 112 gols, sendo o maior artilheiro do Atlético no século. Pierre, que nunca tinha marcado gols com a camisa do galo, balançou as redes de pênalti e foi ovacionado pelas duas equipes. Como último ato, o Rei, Reinaldo, maior artilheiro da história do Atlético, marcou de pênalti, num lance ensaiado com assistência de Ronaldinho Gaúcho.