Jogadores do Atlético atuaram em derrota do Brasil no Uruguai

Créditos: Lesley Ribeiro/CBF

Seleção caiu pelo placar de 2 a 1

Atlético seleção
Créditos: Lesley Ribeiro/CBF

A seleção brasileira sub 15 perdeu ontem no Uruguai, os três convocados do Atlético participaram da partida, que faz parte de preparação visando o sulamericano que acontece no mês de Novembro, em local ainda a ser definido. A partida aconteceu no estádio Parque Osvaldo Roberto, na capital, delegação retorna hoje ao Brasil.

Gutte Atlético
Créditos: Lesley Ribeiro/CBF

O Uruguai abriu o placar com Codina, aos 17 minutos do 1º tempo. No 2º tempo, o Brasil melhorou e chegou ao empate aos 26 minutos com Davi Alves, jogador do Athletico Paranaense. Barboza aos 39, deu números finais ao jogo, Uruguai 2 a 1. A seleção brasileira fez dois jogos nesse semana contra a celeste, empate sem gols e a derrota de ontem.

Jogadores do Atlético

Hendel (Índio), meia foi titular e saiu para dar lugar a Roger, jogador do Grêmio. Índio foi titular nos dois jogos. Gustavo Assef, começou e terminou o jogo, o atacante também foi titular na primeira partida. Já João Pedro Porto, o Gutte que não atuou no empate, ontem entrou durante o jogo e o Atlético foi representado pelos seus três atletas selecionáveis. Índio usou a camisa 8, Assef a 11 e Gutte a número 18.

Índio Atlético
Créditos: Lesley Ribeiro/CBF

Os atletas do galinho retornam nesta sexta dia 25 e seguirão a disposição do técnico Henrique Teixeira, treinador do galo sub 15, que disputa o torneio estadual.

Atlético Assef
Créditos: Lesley Ribeiro/CBF

VEJA TAMBÈM

Iseppe no profissional do Atlético? Gerente da base comenta possibilidade da joia alvinegra trabalhar com Felipão

Avatar photo

 Bruna Vargas3 min de leitura

Iseppe / Atlético

Um dos planos do Atlético, visando a questão financeira do clube, é a de aproveitar ao máximo aos atletas da base alvinegra. Neste contexto, em entrevista ao canal do jornalista Breno Galante, o gerente da base do Galo, Erasmo Damiani comentou a possibilidade de Iseppe, um dos grandes destaques, jogar pelo time profissional em breve.

O responsável pela área explicou alguns pontos que envolvem jovens jogadores ao comentar sobre o atleta e explicou porque o meia-atacante do Atlético ainda não foi relacionado pelo time de Luiz Felipe Scolari.

“Iseppe treina bastante no profissional. Estamos vendo sobre a participação dele. Mas eu acho que o momento certo vai acontecer, mas nós não podemos, só porque ele está indo bem no Sub-17, colocar ele no profissional, e, daqui a pouco, ele entra num jogo e não vai bem. Aí todo aquele encanto do torcedor vai por água abaixo. Em vez de colocar o atleta para cima, ele vai sentir”, revelou.

Além disso, o gerente também comentou sobre o atual momento do clube no Campeonato Brasileiro, ocupando atualmente a 11ª colocação.

“Às vezes, o torcedor está sedento para que o jogador vá para o profissional, apareça. Acho que existem vários momentos para que esse atleta surja. Hoje, o momento do clube é de recuperação no campeonato, de correr atrás dos pontos, buscando uma vaga na Libertadores, pré-Libertadores. Temos que saber o momento certo”, afirmou.