SAF do Galo: confira quem são os conselheiros que disseram não

A votação do processo de transformação do Galo em Sociedade Anônima do Futebol (SAF) acontece até às 18h (de Brasília), desta sexta-feira (21). Mas a aprovação já foi garantida com os votos da última quinta-feira (20), apesar de alguns conselheiros optarem pelo não.

Em suma, até o momento o quadro de votação conta com 4 votos negativos e 307 favoráveis, além de outras 5 abstenções. E os conselheiros que optaram pela não transformação do clube em SAF são: Paulo Nehmy, Edison Simão, Ricardo Dolabella e Joaquim Toia.

O conselheiro Paulo Nehmy, inclusive, foi o autor da tentativa, por meio de Justiça, suspender a votação da SAF do Galo.

“Teremos pelo menos 60 dias para a operação ficar completa, porque tem que passar pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica, órgão do governo federal), tem que pedir a autorização dos credores do CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários) da Arena MRV, para que possa mudar a titularidade do crédito e tem a confecção final dos documentos. E aí fazemos o fechamento da operação, o dinheiro entra e teremos todos os processos legais”, explicou Bruno Muzzi, CEO do clube.

SAF: Presidente Sérgio Coelho assumirá novo cargo no Galo; saiba mais

atlético mg galo coelho coudet

O presidente do Atlético, Sérgio Coelho, assumirá um papel importante na Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do clube mineiro. O mandatário será Chief Executive Officer (CEO) do futebol no novo organograma do Galo. 

Coelho trabalhará ao lado de um diretor de futebol, atualmente, Rodrigo Caetano. Logo, ele será subordinado do presidente na nova composição.

“Fizemos a SAF por necessidade. A nossa gestão assumiu o Atlético R$ 1,3 bilhão de dívidas. Conseguimos dobrar o faturamento do clube. Em 2019, o maior faturamento até então tinha sido R$ 293 milhões em 2020, pandemia, e não considero porque foi muito baixo”, disse o presidente.

“Do maior faturamento até então, aumentamos 50%. Continuamos gastando quase a mesma coisa que antes, e não conseguia resolver as dívidas. Por isso o motivo de fazer a SAF, uma SAF transparente, correta”, complementou.

atletico mg galo sergio coelho arena atlético
Foto: Bruno Sousa / Atlético

De acordo com a assessoria do clube, a SAF ainda terá outro CEO. Bruno Muzzi, que atualmente ocupa o cargo, se tornará CEO financeiro. Em geral, o responsável por essa pasta nas grandes corporações ocupa o cargo de CFO (Chief Financial Officer).